Pular para o conteúdo

SANTO ARNALDO JANSSEN – 15 de janeiro


15 de janeiro

SANTO ARNALDO JANSSEN

Presbítero e Fundador

Solenidade

O presbítero Arnaldo Janssen nasceu em 1837, em Goch, cidade da Renânia, Alemanha. Foi ordenado sacerdote na diocese de Münster e dedicou-se ao Apostolado da Oração. Ocupou-se e preocupou-se com a Unidade dos Cristãos (Ecumenismo), com a pregação e a difusão do Evangelho entre os povos que ainda não acreditavam em Cristo. Em 1875 fundou a Congregação dos Missionários do Verbo Divino, em Steyl, cidadezinha holandesa na fronteira com a Alemanha. Convencido da importância da presença feminina na sua obra missionária, fundou duas Congregações de Irmãs religiosas. Em 1889, as Irmãs Servas do Espírito Santo e em 1896, as Irmãs Servas do Espírito Santo da Adoração Perpétua. Faleceu aos 15 de janeiro de 1909. Foi canonizado aos 5 de outubro de 2003.

Antífona de entrada

"Recebereis toda a força do Espírito Que haverá de descer sobre vós; e sereis testemunhas de mim até os extremos da terra." (Atos 1,18)

Glória

Oração do dia

Ó Deus, Por Vosso Verbo, feito homem realizais a reconciliação do gênero humano; pela intercessão do presbítero Santo Arnaldo, concedei propício, que todos os povos, libertados das trevas do pecado e iluminados pela luz do Verbo e o Espírito da Graça, possam alcançar o caminho da salvação. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.

Primeira leitura (Is 52,7-10)

Os confins da terra hão de ver a salvação que vem do nosso Deus.

Leitura do livro de Isaías – Que beleza, pelas montanhas, os passos de quem traz boas-novas, daquele que traz a notícia da paz, que vem anunciar a felicidade, proclamar a salvação, dizendo a Sião: "Teu Deus começou a reinar!" Escuta! Tuas sentinelas levantam a voz! Juntas cantam de alegria, pois estão vendo frente a frente o Senhor de volta para Sião! Vamos vibrar de alegria, ruínas de Jerusalém, vamos cantar em coro, pois o Senhor consolou o seu povo, recuperou a liberdade para Jerusalém! O Senhor arregaçou as mangas de seu braço santo, enfrentando todos os povos. E, assim, os confins da terra hão de ver a salvação que vem do nosso Deus.

Palavra do Senhor!

Salmo Responsorial (96,1-2. 2b-3. 7-8a. 9-10a)

R. Anunciai entre todos os povos / as maravilhas que o Senhor realizou.

Ou = Ide pelo mundo e pregai a todos o Evangelho (Mt 28,19).

= "Cantai ao Senhor Deus um cântico novo, +

cantai ao Senhor Deus, a terra inteira, *

cantai e bendizei seu santo nome! R.

= Dia após dia anunciai sua Salvação,+

manifestai a sua glória entre as nações*

e entre os povos do universo, seus prodígios! R.

= Ó família das nações, dai ao Senhor,+

ó nações, dai ao Senhor poder e glória,*

dai-lhe a glória que é devida ao seu nome! R.

= Adorai-o no esplendor da santidade,+

terra inteira, estremecei diante dele,*

publicai entre as nações: "Reina o Senhor!" R.

Segunda leitura (Ef 3,8-12.14-19)

Anunciai aos povos as imperscrutáveis riquezas de Cristo.

Leitura da carta de São Paulo aos Efésios – A mim, o menor de todos os santos, foi dada esta graça: anunciar aos pagãos a riqueza insondável de Cristo e mostrar claramente a todos como se realiza o seu plano escondido, desde toda a eternidade em Deus, que tudo criou. Assim, doravante, os principados e as potestades celestes conhecem, por meio da Igreja, a multiforme sabedoria de Deus, de acordo com o projeto eterno que ele executou no Cristo Jesus, nosso Senhor. Em Cristo, pela fé que temos nele, conseguimos plena liberdade de nos aproximar de Deus confiantemente.

Por essa razão, dobro os joelhos diante do Pai, de quem recebe o nome toda paternidade no céu e na terra. Que por sua graça, segundo a riqueza de sua glória, sejais robustecidos, por meio do seu Espírito, quanto ao homem interior. Que ele faça Cristo habitar em vossos corações pela fé, e que estejais enraizados e bem firmados no amor. Assim estareis capacitados a entender, com todos os santos, qual a largura, o comprimento, a altura, a profundidade e conhecereis também o amor de Cristo, que ultrapassa todo conhecimento, e sereis repletos da plenitude de Deus.

Palavra do Senhor!

Aclamação ao Evangelho (1Tim 3,16)

R. Aleluia.

Glória a Vós, ó Cristo,/ Verbo Divino, Glória a Vós!

Glória a Vós, ó Cristo/ anunciado entre as nações!

R. Aleluia.

Evangelho (Jo 1,1-5,9-14.16-18)

"A todos, porém, que o receberam, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus: são os que creem em seu nome."

Proclamação do evangelho de Jesus Cristo segundo João – No princípio era o Verbo, e o Verbo estava junto de Deus, e o Verbo era Deus. Ele existia, no princípio, junto de Deus. Tudo foi feito por meio dele, e sem ele nada foi feito de tudo o que existe. Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens. E a luz brilha nas trevas, e as trevas não conseguiram dominá-la.

Esta era a luz verdadeira, que vindo ao mundo a todos ilumina. Ela estava no mundo, e o mundo foi feito por meio dela, mas o mundo não a reconheceu. Ela veio para o que era seu, mas os seus não a acolheram. A quantos, porém, a acolheram, deu-lhes poder de se tornarem filhos de Deus: são os que creem no seu nome. Estes foram gerados não do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus. E o Verbo se fez carne e veio morar entre nós. Nós vimos a sua glória, glória que recebe do seu Pai como filho único, cheio de graça e de verdade.

De sua plenitude todos nós recebemos, graça por graça. Pois a Lei foi dada por meio de

Moisés, a graça e a verdade vieram por meio de Jesus Cristo. Ninguém jamais viu a Deus; o Filho único, que é Deus e está na intimidade do Pai, foi quem o deu a conhecer.

Palavra da Salvação!

Creio

Oração sobre as oferendas

Nós Vos pedimos, Senhor, que as oferendas colocadas sobre o Vosso altar, sejam aceitas e transformadas pelo Espírito Santo, pois, a serviço dele Santo Arnaldo se consagrou inteiramente. Por Cristo, nosso Senhor.

Prefácio (Testemunha da Palavra de Deus e da Missão da Igreja)

V . O Senhor esteja convosco.

R . Ele está no meio de nós.

V . Corações ao alto.

R . O nosso coração está em Deus.

V . Demos graças ao Senhor, nosso Deus!

R . É nosso dever e nossa salvação.

Na verdade, é justo e necessário, é nosso dever e salvação dar-vos graças, sempre em todo o lugar, Senhor, Pai santo, Deus eterno e todo-poderoso Por Cristo, Senhor nosso.

Vós concedeis a alegria de celebrar a festa de Santo Arnaldo e fortaleceis a vossa Igreja com o exemplo de sua vida, o ensinamento de sua pregação e o auxílio de suas preces.

No seu amor constante nos mostrais o caminho do Evangelho que une raças, culturas e nações. Inspirado por Vós, ele enviou missionários ao mundo inteiro para realizar a missão da Igreja e também proclamar aos incrédulos as insondáveis riquezas de Cristo e sua participação na herança eterna. Enquanto a multidão dos anjos e dos santos se alegra eternamente na vossa presença, nós nos associamos a seus louvores, cantando (dizendo) a uma só voz:

Santo, Santo, Santo...

Antífona da comunhão (Jo 17,4.6a)

Glorifiquei-te, ó Pai sobre a terra, / levei a bom termo a obra/ que tu me deste a fazer./ Manifestei o teu nome aos homens/ que me deste do meio do mundo.

Ou (Jo 1,14):

"E o Verbo se fez carne/ e entre nós veio morar./ Nós vimos sua glória/ a glória de Filho Unigênito do Pai,/ cheio de graça e de verdade."

Oração depois da comunhão

Senhor, o Pão Eucarístico que recebemos realize em nós seu efeito próprio, para que, instruídos pelo exemplo e conselhos do presbítero Santo Arnaldo, sejamos inflamados de amor pelo vosso Verbo feito homem. Por Cristo, nosso Senhor.