Pular para o conteúdo

Missão Indígena Verbita na Amazônia

Invasores estão acabando com castanheiras do Pará
Triste situação da floresta Amazônica, Vitória do Xingu

TRISTE FIM DA CASTANHEIRA
Árvore majestosa, que cresce mais alto do que as outras árvores. A castanha, fruta rica em vitaminas, símbolo do Pará. Fonte de renda e de alimentação do povo paraense durante séculos está desaparecendo e cedendo lugar para o agronegócio.
No Trombetas, espero que os quilombolas ainda conservem as castanheiras que ainda sobrevivem. No Cuminá, com o avanço da Estrada de BEC, acabaram com os castanhais para plantar capim para o gado. Numa visita a Pacoval me deu uma tristeza de ver a destruição das castanheiras fora da Terra Quilombola. Infelizmente a terra quilombola de Pacoval é muito pequena. Os fazendeiros não derrubam as castanheiras, derrubam a mata, tocam fogo e o fogo matou as castanheiras.
SERVE PARA FAZER PONTE
Na Santarém/Cuiabá, no tempo dos atoleiros, quando caía uma ponte, derrubavam uma castanheira, serrava no meio e pronto, uma pinguela para passar os caminhões que iam para o garimpo. Agora com o avanço do agronegócio, não sobrou castanheira nem para fazer pinguela.
“O QUE FAÇO PARA ACABAR COM AS CASTANHEIRAS?”
Em Placas, existe ainda uma ou outra castanheira na beira da estrada que escapou do fogo e serve para o IBAMA ver. Um padre no BASA escutou conversa entre dois criadores: “O que eu faço para acabar com as castanheiras? Derrubei as pragas, mas insistem em brotar de novo da raiz.”
A DESTRUIÇÃO PROVOCADA POR BELO MONTE.
Entre as condicionantes do Belo Monte era construção de casas nas aldeias indígenas. A empresa que fez as casas na Aldeia Laranjal do povo Arara derrubou 30 castanheiras bem próximas da aldeia para fazer as casas.
Na aldeia Apeterewa do povo Parakaná, derrubaram castanheiras para fazer casas na aldeia. Como precisava fazer mais casas, funcionário da empresa conversou com o povo: “As casas ficaram bonitas com a madeira das castanheiras. Vamos fazer as outras também com a castanha”. Agora o povo tem que ir longe para tirar castanha.
INVASORES DAS TERRAS INDÍGENAS.
A Terra Indígena Apterewa do Povo Parakaná está entre as mais invadidas do país por garimpeiros, madeireiros e fazendeiros. Apesar de estar demarcada e homologada. Uma das condicionantes do Belo Monte: “Desintrusão (Retirado dos invasores) e regularização da terra”. Apesar de dinheiro aprovado para a desintrusão, os invasores derrubaram castanhal para plantar capim.
Pe. Patrício Brennan, SVD